Stieg Larsson

Stieg Larsson

Biografia:

Stieg Larsson (1954-2004) foi fundador e editor-chefe da revista sueca Expo, que denuncia grupos neofacistas e racistas.

Especialista na atuação das organizações de extrema direita em seu país, é coautor de Extremhögern, livro no qual põe o assunto em evidência.

Morreu em sua casa, vítima de um ataque cardíaco, pouco depois de ter entregado os originais dos romances que compõem a trilogia Millennium.

(Suécia, 1954-2004) faleceu inesperada e tragicamente de um ataque ao coração, dias após entregar a seu editor o terceiro volume da trilogía Millennium e pouco dantes de ver publicado o primeiro.
Jornalista e repórter de guerra muito conhecido como experiente nos grupos da extrema direita antidemocrática, participou em meados dos oitenta na fundação do projecto antiviolencia Stop the Racism, ao que seguiu em 1995 a Expo Foundation, de cuja revista Expo foi director.

Luchador plenamente comprometido contra todo o tipo de violência, escreveu vários livros de investigação jornalística a respeito dos grupos nazistas de seu país e das escuras conexões entre a extrema direita e o poder político e financeiro.

Grande leitor e entusiasta do género negro e a ciência ficção, escrevia suas novelas pelas noites, praticamente em segredo. A publicação do primeiro volume da série Millennium, Os homens que não amavam às mulheres, tem suposto um verdadeiro fenómeno editorial na Suécia, repetido depois nos países nórdicos, Grã-Bretanha, França e Espanha, onde se venderam milhões de exemplares. Leitores de todo mundo recomendam uma obra que tem gerado um extraordinário vício e que tem sido saudada como uma obra mestre, a novela da década.

Livros de Stieg Larsson:

  • A Menina Que Brincava Com Fogo
  • Os Homens que não Amavam as Mulheres
  • A Rainha do Castelo de Ar